VISÃO DE UM HOMEM SOBRE ESTA NATUREZA CÍCLICA.

Atualizado: Mar 16




Outro dia fui com minha namorada numa reunião de um grupo dela sobre menstruação e o conhecimento dos ciclos lunares (se quer saber mais puxe papo com a @mariabarretto._ e a @maricoelho). Era um dia para parceiros e amigos das participantes, ocasião dessas que muitos homens respiram fundo pra aturar - machismo é ignorância no sentido técnico do termo mesmo.


Todo nosso universo cultural - o que inclui o universo profissional - é masculinizado. Seria simplesmente burro, pelo próprio pragmatismo da busca por resultados, não considerar os fluxos menstruais e hormonais como condicionantes. A eureca é que podemos usar esse conhecimento para descobrir outros fluxos de trampo, modelos de governança, outro manejo de relações de trabalho, amor e amizade. É só METADE de toda humanidade!

Aqui um resumo minúsculo do ciclo e as disposições subjetivas que ele estimula


Menstruação *Inverno*

Esvaziar, tirar time de campo, introversão, contato consigo, alinhamento com propósitos de vida

Intuir, Parar

Lua nova

Pré-ovulação *primavera*

Planejamento racional, ponderação, estudo, organização

Plantar sementes escolhidas 

Desabrochar 

Lua crescente


Ovulação *verão*

Expansão, extroversão, ação concreta e relacional, sustentar, tecer

Fertilidade / Criatividade ativa

Ação

Lua cheia

TPM *outono*

Escolha do que vai e o que fica, seleção, avaliação, priorização

Poda

Lua minguante


Trabalho com muitas mulheres. O que acham de levar os ciclos de lunação para pensar cronogramas e governança estratégica? 

De minha parte ando buscando referências sobre o homem. Temos ciclos também?

1 visualização0 comentário