SOBRE MÃE E FILHA


Autenticidade é a prática de abandonar quem nós pensamos que devemos ser

e assumir quem somos. Brene Brown


Há quase 10 anos, ela me fez mãe pela primeira vez. Esta menina, quase moça. Meu desejo, e que firmo no dia de hoje,

é que eu atrapalhe o mínimo possível a sua essência aflorar a cada dia. Que eu confie, profundamente, na sua sabedoria e no ser que ela é.


Como diz a Clarissa, no Mulheres que Correm com o s Lobos: "Não há benção maior que uma mãe possa dar a uma filha do que a confiança na veracidade da sua própria intuição". Um momento interessante para nós, filhas e mães, refletirmos: O que me disseram sobre minha intuição, quais crenças tenho relacionadas a ela? O que passo para minha filha sobre confiar em si mesma e na sua voz interna?! Ainda inundada pelo trabalho de Ancestralidade que fizemos nesta Lua Cheia honrando de onde vim e honrando que vem depois de mim.🙏❤️ Amo também ser mãe do José e da Ana, estes seres que ganhei do universo junto com João.

Mas hoje meu maior desafio como mãe, aquela que é guardiã de uma vida, está em respeitar e confiar nesta outra mulher tão potente que vejo emergir na Tereza. De ventre

a ventre.


Alguém mais sente este desafio com a primeira filha?! Feliz dia das mães e grata aos nossos filhos que nos escolheram para podermos vivenciar esta experiência tão feminina de dar a vida e ser guardiã dela.🙏❤️

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo