QUANDO ÍAMOS IMAGINAR O QUÊ ESTAVA POR VIR?


Aqui nós dois grávidos da nossa primeira filha… um processo lindo que nos levou a lugares de amadurecimento e conexão.

Mas nesse momento não tínhamos ideia do túnel que estávamos prestes a atravessar.


Se tornar mãe e pai, não é só sobre cuidar de um bebê. É sobre crescer, é sobre explorar arquétipos do feminino para mulher e do masculino para o homem, num força tremenda.


E então nasce, hormônios e corpo a mil, chega o puerpério com mais força, visceralidade e emoções a flor da pele.

Resguardo. Bebês que dormem, bebês que não dormem, amamentação que flui, amamentação que nos levam a processo doloridos e que nos convidam, muitas vezes, a refletir sobre a nossa disponibilidade em doar, nosso cansaço, nossa vulnerabilidade… enfim muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo dentro da mesma família.

2 visualizações0 comentário