MIOMAS - ENRIJECIMENTO

Atualizado: Mar 16


Muitas mulheres aparecendo com Miomas me impulsionou a escrever mais sobre meus humildes estudos sobre esta patologia.

.

Falo aqui baseada nas experiências de mulheres que acompanho e em trocas com a ginecologista @isabelsaide e com a Sajeeva Hurtado.

O mioma é um tumor fibroide que se instala nas paredes uterinas. É formado pelo próprio tecido do útero (miométrio – músculos da parede do útero), que fica bem duro. Pode acontecer na parte de dentro da parede do útero, dentro do útero e na parte de fora. Os sintomas mais comuns são dor e sangramento excessivo.

Para a ciência é um crescimento celular desordenado. Não tem explicação, dizem que é vida tóxica. Stress não só ansiedade, mas também stress químico, emocional, físico e por trauma podem gerar miomas, pois estes stress causam alteração nas células e faz com que ela cresça de forma desordenada.


O mais importante não é desaparecer, mas sim q o sintoma seja controlado (dor e sangramento) e q a mulher aprenda o que precisa. Quando grande pode comprimir outros órgãos.


Geralmente a medicina tenta controlar com hormônio ou histerectomia (tira o útero). NÃO costuma ser problema para mulher engravidar. Já conheci uma mulher q gestou com mioma de 9cm. E uma que o mioma diminuiu 5cm após sua gestação.


Alguns caminhos: o Plantar a Lua, alimentação, estilo de vida, emoções, uso de ervas, podem levar a um ciclo regular, em harmonia com a natureza do corpo da mulher e o mioma pode desaparecer. Também já testemunhei isto acontecer.


A sensação que eu tenho é q ele é um enrijecimento. Está relacionado com a nossa incapacidade de deixar ir o velho, o que não nos serve. Sempre pergunto: o que está guardando? Se apegando? Quais memórias se cristalizaram aí?! Vamos vasculhar.


Muitas fazem uma cirurgia e o que parece curado muitas vezes vai para outro lugar do corpo. Não é raro relato de mulheres que o Mioma volta após cirurgia. Pois o que precisa ser liberado não foi, e o nosso corpo e psiquê são muito sábios. 🙏


Seguimos descobrindo estes mistérios e sabedorias dos nossos corpos.

13 visualizações0 comentário